9 de janeiro de 2011

Amor Vovôzal

Olá galerinha do bem!
Hoje quero fazer uma pergunta: Quem ai adora vovôs (independente se são os seus ou não)?
Todos passamos por mudanças, certo?
Então vou contar um pouco da minha, aqui no Universo Compartilhado.
Minha família e eu mudamos de bairro, consequentemente mudamos para uma igreja perto da nova casa. Quem me conhece sabe que por mais que eu faça umas piadinhas ruins e fale mais que a boca, eu sou um guri tímido, só depois de um tempo de convívio é que eu me sinto a vontade pra conversar.
Então, mas não é isso que eu queria dizer e sim que nessa nova igreja eu tinha vergonha de falar com os jovens, e tive a brilhante ideia: - Vou sentar do lado dessas vovózinhas que parecem ser adoráveis (eu particulamente sempre tive boas experiências com senhorinhas).
Deu certo, elas me paparicavam muito.
Na hora de ir embora eu ia enganchado com uma no braço direito, uma no esquerdo e a terceira velhinha enganchava na outra (o rapazinho e suas três vovózinhas) e pronto, levava as três para suas casas.
Mas, os tempos mudam, e quando começei a andar com os jovens, logo parei de andar com elas.
E um dia desses, eu estava andando na rua e encontrei uma delas (na verdade, a única que lembra de mim) que me fez os comentários e perguntas clássicas "- Ai filho, como você cresceu, tá lindo, (detalhe: tudo o que você fala ou faz é motivo para bajulação, e eu adoro isso) Está trabalhando? Namorando?" (se a resposta é não, dai logo vem o bordão: "- Ah, mas é melhor assim, você é jovem, termine os estudos primeiro, depois pensa em namoro").
Matei a minha saudade e sai daquela conversa com uma ótima alta estima.
No Brasil uma pessoa de sessenta anos ou mais já é considerada idosa, pra mim isso é diferente, (eu tenho duas avós e um vô, não acho que sejam idosos e olha que eles já passaram dos sessenta) velhinho só é velhinho quando pega as manias: contar histórias do passado, (normalmente perguntam se já contaram aquela história, se você diz que não, eles a contam, se a resposta é sim, mesmo assim eles a contam) te fazem comer e muito, te mandam se agazalhar bem, aconselham a tomar cuidado na rua (um exagero de preocupação mas que mostra que eles tem um amor incondicional) e etc.
Por isso se você tem ou conhece um vovô o aperte muito toda a vez que vê-lo, mesmo que ele seja ranzinza (um abraço sincero acaba com qualquer rabujice).