6 de novembro de 2011

Opinião: Programa Agora é Tarde

Fala galera, hoje meu post é um protesto, contra eu mesmo, pois como radialista nunca pensei em usar meu blog pra comentar produtos audiovisuais, dá pra acreditar? Então tive a "grande ideia" de fazer isso, pois ultimamente tenho dedicado mais tempo assistindo televisão, por dois motivos: desenvolver minha percepção e... porque eu gosto.
Ao argumentar sobre um assunto precisamos conhecê-lo bem para evitar comentários simplistas, pensando assim inicio no Universo Compartilhado críticas (construtivas) aos mais diversos programas que me chamarem a atenção. E o primeiro escolhido foi o Agora é Tarde do Danilo Gentili que despertou a minha curiosidade!


Primeira Impressão
Este título acima não costuma funcionar muito para a televisão não, pois (assim como aconteceu comigo) podemos assistir um programa e não gostar, mas numa segunda vez a opinião formada pode mudar, isso acontece muito, por exemplo, com novelas.
Eu costumo dizer que "tudo depende", vários fatores precisam ser levados em consideração para um programa ir bem na pesquisa do Ibope, entenda:
- habito (grade de programação, se for alterada com frequência perde a credibilidade);
- público alvo (saber quais as pessoas que vão assistir o programa também é muito importante, para isso existe a pesquisa para identificar a classe social, costumes e o que esse público busca no produto)
- e etc.

Depois de certa resistência decidi ver o Agora é tarde e o resultado não foi dos melhores.
- semelhanças (abertura, cenário, banda e entrevistados iguais ao do Programa do Jô, mas tudo isso de certa forma é a intenção do talk show que de diferente mesmo só tem a linguagem humorística e o público jovem como alvo);
- co-apresentadores (não entendi a função deles, achei a participação do Murilo Couto e Léo Lins forçada, sem graça, não é o mesmo com o Marcelo Mansfield que sabe a hora de fazer o comentário e também tem a função de apresentar os convidados do programa); 
- quadros: Passou na Tv (notícias que aconteceram no mundo narrados com humor e uso de imagens de outros produtos audiovisuais, lembrei das matérias do Vídeo Show que cria histórias usando falas de personagens de diversos programas, mas no caso do Agora é tarde é uma bagunça só, nada claro); Mentira FM  (como cada pessoa tem opiniões diferentes é engraçado ver o que cada uma pensa sobre uma notícia falsa que é veiculada no rádio do táxi, onde acontece o quadro); Mesa vermelha (um mini stand up comedy, limitado, ou seja, eles se prendem no "improviso", na televisão os humoristas não liberam toda sua criatividade). Eu poderia continuar falando dos outros quadros, mas não é necessário, pois a melhor parte do programa são as entrevistas, seja com uma pessoa bizarra (dançarino anão de funk anão se candidatará a vereador) ou com os monstros da nossa música, cinema, literatura e etc.
Bom, lendo este post vocês devem estar pensando que eu odiei o programa. Na primeira vez que assisti, confesso, achei fraco, se comparado ao potencial que Gentili nos mostra no CQC, mas como um único contato não é base para uma crítica, vi o talk show novamente e mudei algumas opiniões.
Não é um programa que tem feito um ótimo trabalho quando se pensa em audiência, mas tem agradado a diretoria da Band que começou exibir o programa um dia a mais.
Se você ainda não conhece o audiovisual, espero que este post te de um norte sobre o conteúdo do programa.
Compartilhem suas opiniões, estarei esperando.
Até mais!